Faculdade Nova Esperança - brand

NUPETEC

NUPETEC – NÚCLEO PEDAGÓGICO DE TECNOLOGIA DO ENSINO

O Núcleo Pedagógico de Tecnologia do Ensino — NUPETEC, tem como função conceber, produzir, validar e disseminar tecnologias, metodologias e recursos educacionais para as unidades curriculares dos cursos ofertados pela instituição. Constitui-se como de natureza intrinsecamente multidisciplinar, tendo, além de coordenador geral, um corpo de integrantes com formações diversas, podendo abranger desde professores a outros profissionais de competências educacionais e/ou técnicas relevantes. Através deste núcleo, são disseminadas as Tecnologias da Informação e Comunicação.

 

MEMBROS DOCENTES:

Prof. Me. Emanuell dos Santos Silva.

Prof. Dr. Wesley Adson Costa Costa Coelho.

 

COORDENADORA:

Profa. Ma. Louise Helena de Freitas Ribeiro.

 

ATRIBUIÇÕES

 

São atribuições do NUPETEC:

 

I – Capacitar o docente para a elaboração de itens avaliativos e construção de cronogramas referentes ao plano de aprendizagem dos componentes curriculares.

 

II – Gerir, junto ao Núcleo de Tecnologia da Informação, o Sistema Acadêmico Institucional, que inclui:

  1. a) Inserção dos cronogramas;
  2. b) Cadastramento das Atribuições dos docentes;
  3. c) Configuração de cadernetas e peso de notas;
  4. d) Relatórios gerenciais de monitoramento.

 

IV – Gerir o Ambiente Virtual de Aprendizagem (A.V.A.), tendo como atividades:

  1. a) Configuração do sistema (cadastro de alunos);
  2. b) Inserção das atividades;
  3. c) Cronogramas de liberação de atividades.

 

V – Gerir o Sistema de Avaliações Digitais, que inclui:

  1. a) Avaliação Integrada (3ª Unidade);
  2. b) Geração de provas;
  3. c) Cadastramento dos alunos;
  4. d) Configuração do sistema A.V.A.

VI – Gerir o Banco de questões da FACENE/RN, que incluem, entre outras atividades:

  1. a) Definição de Calendários para inserção e validação de questões;
  2. b) Acompanhamento do processo de inserção e validação de questões;
  3. c) Acompanhamento da geração de provas;
  4. d) Geração das provas integradas.

 

 

ATENÇÃO A ACESSIBILIDADE DIGITAL:

INOVAÇÃO ATRAVÉS DE LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA E TABLETS

 

As tecnologias de informação e comunicação vêm adquirindo cada vez mais relevância no cenário educacional. Sua utilização como instrumento de aprendizagem e sua ação no meio social vem aumentando de forma rápida entre todas as áreas do conhecimento. Neste sentido, as tecnologias de informação e comunicação adotadas no processo de ensino aprendizagem permitem a execução do projeto pedagógico do curso, fornecendo aos docentes e discentes as ferramentas necessárias para a otimização de tal processo.

Médicos e outros profissionais da área de saúde vêm utilizando cada dia mais frequentemente estas ferramentas, tendo em vista as facilidades relativas ao acesso, disponibilidade de conteúdo e interatividade. Sendo assim, a FACENE tem investido fortemente em novas tecnologias educacionais buscando a inserção dos seus estudantes no mundo digital. Visando aumentar e estabelecer maior interação entre professores e estudantes a FACENE desenvolveu uma plataforma de ferramenta de ensino não presencial, mesmo não fazendo parte da carga horária total do curso, com o objetivo de oferecer suporte tecnológico, associado à orientação pedagógica, aos docentes e discentes, que desejam adotar as novas tecnologias para apoio às atividades presenciais. Tal estratégia visa garantir a acessibilidade digital e comunicacional, promovendo a interatividade entre docentes e discentes, assegurando o acesso a materiais ou recursos didáticos a qualquer hora e lugar, o que permite uma experiência diferenciada de aprendizagem baseada em seu uso.

Com o objetivo de garantir a acessibilidade digital e comunicacional, promover a interatividade entre docentes e discentes, a instituição possui uma infraestrutura compatível com a proposta pedagógica do curso, assegurando o acesso a materiais e recursos didáticos a qualquer hora e lugar. Para garantir a acessibilidade digital na instituição, existe o laboratório de informática, que possui trinta notebooks (Dell, processador i3, 4Gb de memória RAM) com os aplicativos necessários às atividades de ensino-aprendizagem, localizado na biblioteca. A instituição disponibiliza ainda uma rede Wi-Fi gratuita para acesso da comunidade acadêmica, bem como de tomadas e mesas para interação no centro de vivência do campus. Com o objetivo de assegurar o acesso a recursos didáticos modernos, bem como a execução de metodologias ativas em qualquer ambiente da instituição, existem 2 gabinetes com rodas (dispositivo de transporte e recarga), cada um deles equipado com 36 tablets Samsung (totalizando 72 dispositivos). Estes “carrinhos” possibilitam que os professores executem avaliações digitais em sala de aula, realizem testes, simulações, acessem materiais audiovisuais e em alta resolução de forma individualizada, e adotem estratégias de metodologias ativas utilizando este recurso tecnológico. Os tablets também são utilizados na realização do Teste de Progresso e na Avaliação Integrada. Existe ainda, na biblioteca, diversas cabines equipadas com computadores e acesso à internet. Tal recurso está disponível aos docentes e discentes, de forma individualizada ou coletiva no formato de grupos de estudo. Os docentes contam ainda com computadores e rede Wi-Fi na sala dos professores, onde podem ter acesso à internet, aos sistemas acadêmicos e às máquinas de impressão da instituição.

O estudante poderá aprofundar o estudo relacionado aos assuntos abordados em sala de aula, interagir com os diversos professores, discutir e enviar tarefas em qualquer hora e lugar, bastando um tablet, celular ou computador com conexão de internet para realizar seus estudos. Tudo isto, com o suporte da Plataforma MOODLE, que na nossa instituição recebeu a denominação de Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Estes dispositivos também possibilitam a adoção de metodologias ativas através dos tablets.

Os conteúdos utilizados no AVA (plataforma MOODLE) são produzidos a partir de materiais fornecidos pelos próprios professores da instituição. Os professores enviam os conteúdos para o Núcleo Pedagógico de Ensino e Tecnologia (NUPETEC) responsável pela gestão das ferramentas tecnológicas adotadas na instituição, no passo seguinte, os materiais são analisados e formatados para serem inseridos no AVA.

 

 

PROVAS DIGITAIS E DEVOLUTIVAS:

MAIOR AGILIDADE, PRECISÃO E LISURA NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO COGNITIVA

 

O sistema digital de avaliações da FACENE foi criado com o intuito de fornecer maior celeridade ao processo de aplicação/correção das avaliações cognitivas. A realização das avaliações digitais só é possível graças ao bom funcionamento do Banco de Questões, que semestralmente registra uma média de 4500 (quatro mil e quinhentos) novos itens, e a sua capacidade de integrar-se à plataforma MOODLE. Toda a tecnologia e segurança do Banco de Questões foi desenvolvida de forma autônoma pela instituição, buscando construir um sistema que melhor se adequasse às necessidades identificadas pela comunidade acadêmica.

As avaliações digitais podem substituir as avaliações tradicionais, impressas, bastando que o professor agende a realização da avaliação através de formulário on-line ou presencialmente. Com relação às avaliações integradas, estas são realizadas em horário e salas estabelecidos pela coordenação de curso já na confecção do calendário acadêmico. Estas avaliações digitais são realizadas exclusivamente através de tablets ou computadores disponibilizados pela instituição. Os veículos de transporte contendo os tablets são levados até as salas de aula dos alunos, possibilitando que a avaliação seja realizada de forma célere e no ambiente habitual dos discentes. O aluno não deverá acessar a avaliação a partir de qualquer outro dispositivo não autorizado, tal acesso não autorizado poderá culminar na nulidade da avaliação.

Outra ferramenta proporcionada pela integração Banco de Questões  e plataforma MOODLE é a geração de devolutivas e a rápida disponibilização para os discentes. Toda avaliação gerada a partir do Banco de Questões traz consigo uma devolutiva completa, com comentários sobre a questão, referências para estudo, habilidades e competências envolvidas na resolução do item. Contudo, os enunciados das questões não são divulgados aos alunos, evitando que sejam formados “cadernões” de questões.

TESTE DE PROGRESSO

AVALIAÇÕES DE ACOMPANHAMENTO DO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO

O Teste de Progresso é uma avaliação longitudinal do desenvolvimento cognitivo dos estudantes, sendo aplicado durante o curso de graduação. Trata-se de uma avaliação cognitiva sem caráter de seleção ou classificação, constituído de uma prova institucional que avalia individualmente se o ganho de conhecimento por parte do estudante está sendo contínuo e progressivo, e como o conhecimento está sendo elaborado e consolidado nas áreas básicas e clínicas, importantes para o aproveitamento do internato e o desenvolvimento final do profissional.

O Teste do Progresso foi introduzido nos cursos de Medicina na década de 1970 pela Kansas City Medical School da Universidade de Missouri (EUA) e pela então University of Limburg, hoje Universidade de Maastricht (Holanda). Desde então, várias outras escolas de Medicina passaram a utilizar esse método de avaliação de forma isolada ou em associação colaborativa.

O Teste de Progresso será realizado anualmente e aplicado a todos os estudantes regularmente matriculados na FACENE. Esse teste situa o estudante em seu processo evolutivo de ensino-aprendizado e permite à instituição realizar o diagnóstico de suas deficiências ao longo da estrutura curricular. A análise dos resultados do Teste de Progresso permite que se faça uma avaliação, em conjunto com outras ferramentas avaliativas, da relação entre conteúdo programático e a estrutura curricular do curso de graduação e também do grau de desenvolvimento dos estudantes ao longo do curso. Podendo ser utilizado pelos colegiados competentes para avaliação de alterações curriculares e avaliações específicas de disciplinas ou módulos de ensino.

O conteúdo do teste não está ligado a nenhum modelo de curso específico e, portanto, avalia os objetivos finais do currículo como um todo. O conteúdo de todos os tópicos do curso vai sendo continuadamente revisado, pois não se entende essa metodologia sem uma devolutiva consistente (feedback), na qual seja possível corrigir as falhas apresentadas durante o processo formativo. Os estudantes são incentivados a adotar um estilo de aprendizado longitudinal autodirigido e entendem que até o final de sua formação os conhecimentos elaborados deverão estar consolidados para o bom exercício da profissão. Serão divulgados os resultados consolidados por turma em formato de relatório de desempenho na plataforma do Ambiente Virtual de Aprendizagem A.V.A. Os resultados individuais do Teste de Progresso não são divulgados de forma pública. Cada estudante individualmente poderá, mediante solicitação formal no NUPETEC, ter acesso ao resultado do seu Teste de Progresso e da evolução de seus resultados (progresso) ao longo dos próximos anos.

A prova é realizada de forma digital, nos tablets fornecidos pela instituição, é composta por  itens de múltipla escolha, com conteúdo abrangente ministrado por todas as disciplinas do curso de graduação e elaboradas com base na prática clínica, visando a problemas que exijam aplicação de princípios ou soluções que requeiram um processo mental complexo (raciocínio e reflexão). As questões contemplarão o conhecimento cognitivo dos discentes nas grandes áreas do curso.

 

A aplicação dos testes seguirá um calendário para cada período, e será definido pela coordenação do curso juntamente com os representantes de cada turma. As dúvidas relativas ao Teste de Progresso devem ser direcionadas ao NUPETEC ou às respectivas coordenações de curso.

 

AVALIAÇÃO INTEGRADA

A Avaliação Integrada é composta por questões objetivas, retiradas do banco de questões da FACENE/RN, as quais são distribuídas proporcionalmente de acordo com a carga horária de cada componente curricular. Dessas questões, 50% corresponde a assuntos da terceira unidade, 25% da segunda unidade e 25% da primeira unidade. O objetivo dessa avaliação é integrar os assuntos trabalhados durante todo o semestre, e assim tornar o aprendizado multidisciplinar.

 

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS DE DESEMPENHO DOCENTE E DISCENTE:

MONITORAMENTO E AUDITORIAS COM VISTAS À EFICIÊNCIA E EFETIVIDADE.

 

Foi desenvolvida uma estratégia de monitoramento e avaliação, que é desempenhada pelo NUPETEC e objetiva lançar luz sobre duas principais faces do curso da FACENE, docentes e discentes. São gerados relatórios de acompanhamento da produção docente no que se refere ao Banco de Questões (quantidade de questões produzidas e processo de inserção e validação) e no que se refere ao sistema de controle acadêmico (inserção de notas e preenchimento da caderneta on-line), estas informações subsidiam as avaliações de desempenho dos docentes.

Sobre os discentes, são gerados três relatórios principais, dois referentes ao teste de progresso e um referente a avaliação integrada. No âmbito do teste de progresso, um relatório refere-se a uma visão global da turma, disponível a todos os alunos, o segundo diz respeito ao desempenho individual dos alunos, estando disponível apenas para o aluno interessado, estes relatórios fornecem o desejado feedback ao aluno, que pode monitorar suas habilidades e competências. O relatório da avaliação integrada visa fornecer uma visão global do desempenho das turmas.

 

PARCERIA COM A COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) COMO ESTRATÉGIA DE CONSULTA À COMUNIDADE ACADÊMICA

 

Como forma de avaliar a percepção dos docentes, discentes e técnicos sobre as estratégias de gestão, ensino e aprendizagem, a FACENE adota a realização periódica de questionários junto à CPA com o objetivo de avaliar e identificar as demandas da comunidade acadêmica. São realizadas pesquisas de acompanhamento do grau de satisfação da implementação das inovações metodológicas, metodologias ativas, práticas pedagógicas e sistema de avaliação, bem como são formuladas pesquisas para colher sugestões e identificar de forma prévia a necessidade de ajustes de trajetória na gestão do curso. Todos os resultados estatísticos obtidos através dos questionários são tratados e transformados em relatório pela CPA, tomado ciência pelo NUPETEC e, posteriormente, encaminhados à coordenação, onde subsidiarão o processo de tomada de decisão do NDE.

 

PRÁTICAS EXITOSAS

 

  • Realização de Testes de Progresso com todos os alunos do curso.
  • Monitoramento individualizado dos docentes na produção de conteúdos acadêmicos para o Ambiente Virtual de Aprendizagem.
  • Acompanhamento individualizado dos docentes na produção de itens no Banco de Questões da instituição.
  • Realização de cursos de capacitação e aperfeiçoamento docente versando sobre tecnologias de informação e comunicação.
  • Disponibilização on-line da devolutiva das avaliações digitais realizadas pelos discentes.

 

PRÁTICAS INOVADORAS

  • Realização de Avaliações Digitais através da infraestrutura construída na instituição (tablets e ambiente virtual próprio).
  • Desenvolvimento de um Banco de Questões próprio da instituição, permitindo um processo complexo de inserção e validação de itens, bem como a integração com o sistema de avaliações digitais.
  • Fornecimento individualizado do desempenho dos alunos no Teste de Progresso.
  • Criação de um canal de compartilhamento de inovações metodológicas.
  • Pesquisa de acompanhamento do grau de satisfação da implementação das inovações metodológicas tanto para os docentes quanto para os discentes.

 

Selo 2
Selo 1
Selo – Hospital Maternidade
Selo – Ciencia sem Fronteiras
Selo – Anjos
Selo – Fisio
Selo – abmes